Segunda-feira, 10 de Janeiro de 2011

Alterações Benefícios Fiscais 2011

Como prometido no programa, aqui fica a tabela com as alteraçoes nos Benefícios Fiscais para 2011.

 

Benefícios Fiscais

publicado por acordodinheiro às 11:50
link do post | comentar | favorito
|
9 comentários:
De sollis a 10 de Janeiro de 2011 às 13:41
Olá

isto quer dizer que o somatório de todas as deduções só pode atingir aquele valor?

OU seja, Saúde PPR +Educação?

Obrigado


De Joel a 11 de Janeiro de 2011 às 00:14
Se bem que percebi no que vi é mesmo isso , o valor é somatório de todas as deduções.


De 2010-Odisseia em Portugal a 10 de Janeiro de 2011 às 18:06
A que corresponde este valor? É ao total dos items ou é o limite por item? (saúde, educação, seguros...)


De 2010-Odisseia em Portugal a 10 de Janeiro de 2011 às 18:07
A que corresponde este valor? É ao total dos items ou é o limite por item? (saúde, educação, seguros...)


De 2010-Odisseia em Portugal a 10 de Janeiro de 2011 às 18:08
A que corresponde este valor? É ao total dos items ou é o limite por item? (saúde, educação, seguros...)


De Jorge Oliveira a 10 de Janeiro de 2011 às 22:10
A minha duvida é igual ás já colocadas, Podem p.f. explicar de forma mais detalhada esta tabela? Obrigado!


De Pedro Serrano a 11 de Janeiro de 2011 às 10:19
É, no mínimo, extraordinário!!!!!
Mais uma vez, Sócrates no seu melhor! E desta vez, nem vale a pena pensar que o PSD, ganhando as próximas eleições voltará atrás com este autêntico roubo, pois foi o próprio PSD que viabilizou (com a sua abstenção) mais este "ir ao bolso" de quem trabalha.
Mas mais engraçado é, olhando para a tabela, ver que mais uma vez, fomos comidos por parvos e tolinhos...
Se tivermos em conta a tabela de retenção na fonte de IRS de Maio de 2010, para um trabalhador dependente não casado (o caso mais simples), podemos ver que só a partir de 580€ mensais é que começa a haver retenção. Ora na tabela acima, os "sem limite" nas deduções são para quem aufere até 530€ mensais (tendo em conta 14 ordenados). É fácil de ver que se alguém auferir um salário de 500€, não tem retenções, logo não pode ir buscar qualquer dinheiro de IRS, pois não descontou nada. Como tal, o "sem limite" nas deduções não passa de uma falácia!
E ainda querem que as pessoas não fujam ao fisco! Eu só não fujo porque não posso, pois se pudesse, era certinho.
O estado fica-me com um terço do meu ordenado e não me dá nada em troca, pois saúde grátis já era, educação grátis já era, tudo já era!
Enfim, é trabalhar para alimentar o despesismo crescente do estado!
Até quando? Se calhar até abrirmos bem os olhos...ou não...


De RC a 12 de Janeiro de 2011 às 15:26
Pedro Serrano: o rendimento colectável (tabela) não é igual ao rendimento bruto duma pessoa. Atenção às deduções específicas que fazem reduzir o rendimento colectável. No entanto não fiz as contas para saber se é ou não falácia.


De Kruzes kanhoto a 12 de Janeiro de 2011 às 22:41
Isto é um verdadeiro assalto ao bolso dos portugueses!


Comentar post

.A Cor do Dinheiro

.Patrocinadores

 

PT negocios

Coloque as suas dúvidas sobre os Temas da Semana através de:

E-mail: cordodinheiro@sapo.pt

 

.Produzido por

Photobucket

.Programa

 

A Cor do Dinheiro é um magazine semanal sobre Economia, que aborda assuntos sobre poupança e investimento. É transmitido todos os Domingos, às 23h na RTPN.

.Apresentador

 

Camilo Lourenço é o apresentador do programa A Cor do Dinheiro e tem já uma larga experiência na área da economia. Foi fundador do Diário Económico e director editorial da revista Exame. Desempenhou, também, funções como editor de economia na Rádio CMR e na Rádio Comercial, e foi comentador da SIC Noticias.
Actualmente, é colunista no Jornal de Negócios e no Record e comentador da RTP e da M80.


 

 

.Votação Semanal

.Facebook

.Arquivo Audiovisual do Programa

RTP Multimédia

.Arquivo do Blog

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

.Links Úteis

DECO

 

Ministério da Economia

 

Ministério das Finanças

 

Banco de Portugal

 

Agência Financeira

 

Revista Exame

 

Jornal de Negócios

 

Diário Económico

 

Público

 

Bloomberg

 

Dossier Especial Financial Times

.Sugestão de Livro


 

 

 

Num momento em que valores como a Verdade, Humildade e Solidariedade se
encontram completamente arredados do modo como são, actualmente, governadas
as grandes empresas globais, é necessário lançar um alerta sobre a forma
pouco clara como muitos dos máximos responsáveis das grandes corporações as
têm dirigido. Este livro pretende dar a conhecer aos actuais e futuros gestores as
ferramentas para lidar com a actual crise de valores que prolifera nas
empresas globais. É preciso «humanizar» as empresas para que estas deixem de
procurar o êxito rápido a qualquer preço! Criar uma cultura de negócios mais
verdadeira, será o grande desafio para todos os futuros gestores deste
século.

De João Ermida, O Método dos Executivos do Futuro, Dom Quixote

.Julho 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31