Terça-feira, 1 de Fevereiro de 2011

Insolvência

Há cada vez mais famílias a falirem: dados revelados pelo Ministério da Justiça mostraram que em 2009 o número de pessoas singulares que pediram insolvência foi o dobro relativamente ao ano anterior. A Crise, os créditos e principalmente as dificuldades inesperadas: desemprego, divórcio e doença são apontados como os principais motivos para haver cada vez mais famílias que não conseguem pagar as suas dívidas.

 

No programa desta semana vamos falar disto mesmo: insolvência. Sabia que desde 2004 que a legislação permite às pessoas singulares pedirem insolvência? Sabe como se processa este procedimento? Se não, ainda pode enviar-nos a sua dúvida, para cordodinheiro@sapo.pt, e em colaboração com a exchange, em breve terá a sua resposta.

 

Como já é habitual, connosco estará ainda Pedro Santos, com as suas dicas para os empreendedores portugueses: e também para lhe falar da nova conferência d'A Cor do Dinheiro. Em breve teremos mais informações!

 

Se anda à procura de uma empresa para investir, não deixe de ver a análise de João Ermida aos mercados financeiros e à empresa da semana: a Sonae, que continua a registar lucros, uma crescente valorização das acções, e uma diminuição da dívida líquida. E sabe quantas lojas vai abrir até 2014?

 

E Nuno Crato, coordenador do projecto de educação da Fundação Francisco Manuel dos Santos, estará connosco este domingo.

 

Dia 6, Venha daí! A Cor do Dinheiro, na N.

publicado por acordodinheiro às 13:31
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De insolvenciapessoal a 28 de Junho de 2011 às 15:49
Na insolvência pessoal perdemos tudo o que temos. É o tribunal que decide com quanto podemos ficar do nosso ordenado, máximo 1200 €.

Se tem dividas ao Estado, pessoais ou por reversão da empresa contra os gerentes, saiba que estas, NUNCA morrem, é uma prisão perpétua.

O código do CIRE diz que os credores são todos iguais, mas depois não é aasim, o Estado é sempre previligiado.


De maria eugénia ferrão a 1 de Setembro de 2011 às 23:59
Parece q a insolvência salva os náufragos mas quer-me parecer q n é nada disso.Não pagarão de uma maneira mas sim de outra imposta pelo tribunal. Se assim fosse é o q se diz em gíria "isto era uma mina"...Parece-me mais q passa a ser o pagamento das dívidas c a supervisão da justiça além de q temos um tutor a tomar conta de nós!!!!

















































Comentar post

.A Cor do Dinheiro

.Patrocinadores

 

PT negocios

Coloque as suas dúvidas sobre os Temas da Semana através de:

E-mail: cordodinheiro@sapo.pt

 

.Produzido por

Photobucket

.Programa

 

A Cor do Dinheiro é um magazine semanal sobre Economia, que aborda assuntos sobre poupança e investimento. É transmitido todos os Domingos, às 23h na RTPN.

.Apresentador

 

Camilo Lourenço é o apresentador do programa A Cor do Dinheiro e tem já uma larga experiência na área da economia. Foi fundador do Diário Económico e director editorial da revista Exame. Desempenhou, também, funções como editor de economia na Rádio CMR e na Rádio Comercial, e foi comentador da SIC Noticias.
Actualmente, é colunista no Jornal de Negócios e no Record e comentador da RTP e da M80.


 

 

.Votação Semanal

.Facebook

.Arquivo Audiovisual do Programa

RTP Multimédia

.Arquivo do Blog

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

.Links Úteis

DECO

 

Ministério da Economia

 

Ministério das Finanças

 

Banco de Portugal

 

Agência Financeira

 

Revista Exame

 

Jornal de Negócios

 

Diário Económico

 

Público

 

Bloomberg

 

Dossier Especial Financial Times

.Sugestão de Livro


 

 

 

Num momento em que valores como a Verdade, Humildade e Solidariedade se
encontram completamente arredados do modo como são, actualmente, governadas
as grandes empresas globais, é necessário lançar um alerta sobre a forma
pouco clara como muitos dos máximos responsáveis das grandes corporações as
têm dirigido. Este livro pretende dar a conhecer aos actuais e futuros gestores as
ferramentas para lidar com a actual crise de valores que prolifera nas
empresas globais. É preciso «humanizar» as empresas para que estas deixem de
procurar o êxito rápido a qualquer preço! Criar uma cultura de negócios mais
verdadeira, será o grande desafio para todos os futuros gestores deste
século.

De João Ermida, O Método dos Executivos do Futuro, Dom Quixote

.Julho 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31