Quarta-feira, 12 de Novembro de 2008

Fundos de Investimento

 

Os fundos de investimento são uma boa alternativa para quem não quer investir directamente em acções. Pode subscrevê-los entregando as suas poupanças a um gestor profissional que aplicá-las-á em diferentes mercados e valores financeiros. Mas existem diferentes tipos de fundos e diversas áreas onde estes se aplicam.

 

Por ser uma matéria complexa preparámos o próximo programa d’ A Cor do Dinheiro precisamente para esclarecer todas as questões relativas a este assunto: o que são fundos de investimento? Como podemos subscreve-los? Quais são neste momento os melhores fundos onde pode investir o seu dinheiro? São uma boa opção neste momento de crise financeira? Qual o risco real associado a esta aplicação?

 

Alguns links úteis sobre Fundos de Investimento:

- Site da Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Patrimónios

- Site da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários

- Site Fundos do BPI

- Site Fundos do Santander Totta

 

publicado por acordodinheiro às 17:01
link do post | comentar | favorito
|
19 comentários:
De acordodinheiro a 12 de Novembro de 2008 às 17:15
Há risco de perda de capital ao adquirir Fundos de Investimento?


De acordodinheiro a 25 de Novembro de 2008 às 11:44
A compra de um fundo de investimento é uma aplicação que deve ser feita sempre a médio/longo prazo. Preferencialmente, num mínimo de 3 ou 5 anos, uma vez que a este prazo, um fundo de investimento dá sempre lucros. Caso queira recuperar o dinheiro investido em menos tempo, corre o risco ou de perder dinheiro ou de não ter a rentabilidade que teria se não mobilizar o dinheiro no curto-prazo.


De Tiago Cardoso a 29 de Janeiro de 2009 às 15:29
Antes de mais boa tarde e parabens pelo vosso programa que vive pela qualidade . Sou um jovem de 24anos q se tem iniciado na bolsa e em algumas aplicaçoes, penso alias q esta crise fara as diferenças socias de amanha... sao oportunidades unicas ... é um silencio de ouro ...
Quanto aos orçamentos familiares que ai ouvi muito darao pra rir numa zona como a minha onde toda a massa produtiva ganha 400 €uros. como vivemos ?
Um abraço !


De acordodinheiro a 12 de Novembro de 2008 às 17:16
Apliquei 10 000€ em Fundos de Investimento e neste momento iria precisar de 30% do valor que apliquei. Se fizer o resgate desta quantia corro risco de perder dinheiro?


De acordodinheiro a 25 de Novembro de 2008 às 11:45
Os fundos permitem aos investidores resgatar o seu investimento em qualquer altura, sendo que isso irá reflectir-se na rentabilidade obtida (à semelhança do que acontece com o mercado bolsista). Em Portugal, no mês de Setembro, os investidores resgataram 1,9 mil milhões de euros das suas poupanças aplicadas em fundos de investimento, enquanto as novas subscrições ficaram pouco acima dos 1,1 mil milhões, o que dá um saldo negativo de 772 milhões, de acordo com dados da Comissão de Mercado de Valores Mobiliários e da Associação dos Fundos de Investimento.


De acordodinheiro a 13 de Novembro de 2008 às 11:00
Como e onde posso investir em fundos de investimento? Recomendam algum sítio onde me possa dirigir-me ou algum site que possa consultar com mais informações?


De acordodinheiro a 25 de Novembro de 2008 às 11:45
Se quer investir em fundos de investimento, basta ir a um banco e preencher o impresso de subscrição. Regra geral, o montante mínimo para comprar este tipo de investimento ronda os 500 euros.


De acordodinheiro a 13 de Novembro de 2008 às 11:00
Quais os melhores fundos de investimento estrangeiros que me recomendam?


De acordodinheiro a 25 de Novembro de 2008 às 11:46
A revista Carteira fez um ranking dos melhores fundos de investimento. Foram estudados os produtos das 20 principais instituições financeiras, depois as comissões, a fiscalidade e o desempenho de cada fundo ao longo dos últimos 5 anos. A COR DO DINHEIRO apresenta os três melhores fundos escolhidos pela revista.
Merrill Lynch US Flexible Equity HE
Fundo de acções da América do Norte
Rendibilidade 2007: 3,18%
Risco: Médio alto
Onde comprar: ActivoBank7, Banco Best, Millennium bcp
Platinum IV Croci US R2C

JPMorgan Latin America Equity D
Fundo de acções da América Latina
Rendibilidade 2007: 22,74%
Risco: Muito alto
Onde comprar: ActivoBank7, Banco Best, Banco de Investimento Global
CAAM Asian Growth S
Fundo de acções da Ásia
Rendibilidade 2007: 32,16%
Risco: Muito alto
Onde comprar: ActivoBank7, Banco Best


De acordodinheiro a 13 de Novembro de 2008 às 12:02
Qual a diferença entre fundos de investimento mobiliários e imobiliários? Quais são os mais vantajosos neste momento?


De acordodinheiro a 25 de Novembro de 2008 às 11:58
Um fundo de investimento mobiliário centra a sua área de acção em bens essencialmente em valores mobiliários como acções, obrigações ou moeda, por exemplo. Destro dos fundos imobiliários, existem, por exemplo, os fundos de tesouraria (fundos de baixo risco, destinado a aplicações do curto prazo); os fundos do mercado monetário (também de baixo risco, centram-se em depósitos a prazo); os fundos de acções (com um risco maior); os fundos de obrigações (com um grau de risco menor do que o de acções, mas maior do que os de tesouraria); e os fundos mistos (compostos por acções e obrigações e com um risco variável).

Os fundos de investimento imobiliário servem para captar poupanças, através das quotas do mercado imobiliário. Ou seja, o participante vende as quotas que tem em bem imobiliários a terceiros, como se fossem acções de companhias abertas, para depois retomar seu investimento.


De acordodinheiro a 13 de Novembro de 2008 às 12:03
Quais as principais vantagens em apostar em fundos mistos? Sei que posso escolher dentro destes um mais adequado ao meu perfil (quer queira algo mais ou menos arriscado), mas em relação aos custos, ao rendimento, etc?


De acordodinheiro a 25 de Novembro de 2008 às 11:46
Os fundos permitem obter uma carteira diversificada, sendo o mais adequado par o pequeno investidos. Estes fundos rendem mais do que as aplicações tradicionais (como os depósitos a prazo), e menos do que os fundos de acções. Mas também registam perdas menores do que estes.
As grandes vantagens deste tipo de produtos são a facilidade de subscrição, o custo mínimo relativamente reduzido e a diversificação. Mas, os fundos mistos podem não se adequar a todas as expectativas. O capital investido não está garantido e uma mobilização deste dinheiro no curto prazo pode trazer-lhe prejuízos.
Estes fundos são produtos com comissões de subscrição e de resgate, mas que, por serem diversificados, implicam menos riscos do que os fundos de acções, por exemplo. Quanto mais acções juntar à sua carteira, maior rentabilidade poderá ter. Mas esta é uma decisão que deve tomar de acordo com o seu perfil de risco: se é mais defensivo, não exceda os 30% de acções na sua carteira.


De acordodinheiro a 13 de Novembro de 2008 às 12:03
Nesta fase de crise financeira é preferível optar por fundos de capitalização ou fundos de distribuição?


De acordodinheiro a 25 de Novembro de 2008 às 11:47
Teoricamente, os resultados obtidos num fundo de capitalização ou de distribuição são iguais. Num fundo de capitalização, os rendimentos obtidos voltam a ser aplicados e as unidades de participação (UP) tendem a aumentar. Neste tipo de fundos, a remuneração é obtida através da mais-valia, ou seja, as unidades de participação são compradas por um determinado preço e vendidas a um preço superior, desde que o fundo tenha obtido ganhos.
Um fundo de distribuição permite que os investidores recebam os rendimentos periodicamente. Mas, como há uma saída de dinheiro, o preço vai caindo. A DECO apresenta um exemplo: "Um determinado fundo distribui mensalmente a totalidade dos ganhos obtidos. Desta forma, todos os meses, após a distribuição dos rendimentos, o valor de cada UP volta aos 5 euros. Se por hipótese, o fundo pagou, num determinado mês, aos seus subscritores, uma quantia de 0,02 euros por UP, de um valor de 5,02 euros, as UP desceram para 5 euros, imediatamente após a distribuição. Um subscritor, que tenha adquirido cada UP por 5 euros, obteve um rendimento unitário de 0,02 euros. Caso o fundo não tivesse procedido à distribuição, o valor das UP ter-se-ia mantido nos 5,02 euros. Ou seja, realizando o resgate, o investidor obteria, à mesma, um ganho de 0,02 euros por UP."


De Milton Duarte a 18 de Novembro de 2008 às 12:56
Apesar da crise financeira a nivel global,gostaria de saber quais os melhores fundos de investimento nacionais ou internacionais para investir nos tempos atravessamos.Parabens pelo programa só é pena nao ser transmitido na rtp1 ou rtp2 pois assim teria mais possibilidades de assistir. Se fosse possivel gostaria de saber a vossa opiniao através do meu e-mail. Um abraço para todos.


De acordodinheiro a 16 de Dezembro de 2008 às 11:25
De acordo com a Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Patrimónios, os fundos de investimento europeus com maior rendibilidade são Postal Acções, Finicapital e Montepio Acções. No primeiro caso, a rendibilidade é de 3,23. Os fundos Finicapital rendem 1,84; e o Montepio Acções oferece uma rendibilidade 1,48. Todas estes dados dizem respeito a fundos a 5 anos.
A revista Carteira fez um ranking dos melhores fundos de investimento. Foram estudados os produtos das 20 principais instituições financeiras, depois as comissões, a fiscalidade e o desempenho de cada fundo ao longo dos últimos 5 anos. A COR DO DINHEIRO apresenta os três melhores fundos escolhidos pela revista.
Merrill Lynch US Flexible Equity HE
Fundo de acções da América do Norte
Rendibilidade 2007: 3,18%
Risco: Médio alto
Onde comprar: ActivoBank7, Banco Best, Millennium bcp
Platinum IV Croci US R2C
JPMorgan Latin America Equity D
Fundo de acções da América Latina
Rendibilidade 2007: 22,74%
Risco: Muito alto
Onde comprar: ActivoBank7, Banco Best, Banco de Investimento Global
CAAM Asian Growth S
Fundo de acções da Ásia
Rendibilidade 2007: 32,16%
Risco: Muito alto
Onde comprar: ActivoBank7, Banco Best


De manuel a a 24 de Novembro de 2008 às 12:11
Com a consecutiva baixa da taxa de juros, os certificados de aforro feitos durante este ano, terão uma rentabilidade muito baixa, será que os fundos de investimento também sofrerão com essa descida, que alternativa tenho para bem aplicar as minhas poupanças. Obrigado e parabéns pelo Blog e Programa


De Ricardo Werner a 15 de Dezembro de 2010 às 11:56
Atualmente estou investindo no fundo XP Investor FIA da XP Investimentos, um fundo de ações que nos últimos 24 meses está com um desempenho de 180%, um ótimo investimento que o meu assessor Rômulo Werle ( romulo.werle@magnuminvestimentos. com ) me aconselhou.

Aos interessados também poderão entrar em contato através do telefone 51 3035 9704.

Abraços



Comentar post

.A Cor do Dinheiro

.Patrocinadores

 

PT negocios

Coloque as suas dúvidas sobre os Temas da Semana através de:

E-mail: cordodinheiro@sapo.pt

 

.Produzido por

Photobucket

.Programa

 

A Cor do Dinheiro é um magazine semanal sobre Economia, que aborda assuntos sobre poupança e investimento. É transmitido todos os Domingos, às 23h na RTPN.

.Apresentador

 

Camilo Lourenço é o apresentador do programa A Cor do Dinheiro e tem já uma larga experiência na área da economia. Foi fundador do Diário Económico e director editorial da revista Exame. Desempenhou, também, funções como editor de economia na Rádio CMR e na Rádio Comercial, e foi comentador da SIC Noticias.
Actualmente, é colunista no Jornal de Negócios e no Record e comentador da RTP e da M80.


 

 

.Votação Semanal

.Facebook

.Arquivo Audiovisual do Programa

RTP Multimédia

.Arquivo do Blog

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

.Links Úteis

DECO

 

Ministério da Economia

 

Ministério das Finanças

 

Banco de Portugal

 

Agência Financeira

 

Revista Exame

 

Jornal de Negócios

 

Diário Económico

 

Público

 

Bloomberg

 

Dossier Especial Financial Times

.Sugestão de Livro


 

 

 

Num momento em que valores como a Verdade, Humildade e Solidariedade se
encontram completamente arredados do modo como são, actualmente, governadas
as grandes empresas globais, é necessário lançar um alerta sobre a forma
pouco clara como muitos dos máximos responsáveis das grandes corporações as
têm dirigido. Este livro pretende dar a conhecer aos actuais e futuros gestores as
ferramentas para lidar com a actual crise de valores que prolifera nas
empresas globais. É preciso «humanizar» as empresas para que estas deixem de
procurar o êxito rápido a qualquer preço! Criar uma cultura de negócios mais
verdadeira, será o grande desafio para todos os futuros gestores deste
século.

De João Ermida, O Método dos Executivos do Futuro, Dom Quixote

.Julho 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31