Quinta-feira, 5 de Maio de 2011

Austeridade

O Governo anunciou recentemente as medidas de austeridade que serão implementadas em Portugal para combater a crise financeira. Impostos, mercado de trabalho, saúde, administração central e autarquias são algumas das áreas afetadas.

 

Para dar os devidos esclarecimentos sobre o tema teremos como convidados da Cor do Dinheiro os economistas José Maria Brandão de Brito e Miguel Beleza.

 

Mais uma vez teremos as rubricas de Empreendedorismo com Pedro Santos, administrador da OneBiz e de Aconselhamento com António Godinho, administrador da Exchange. O espaço da Empresa da semana a cargo de João Ermida, Presidente da Sartorial, será dedicado à Sonae Indústria.

 

Manuel Jacinto Nunes será o Investidor Privado do próximo programa. Uma personalidade marcante no mundo da política, que foi professor de economia e ficou conhecido em Portugal por divulgar os princípios keynesianos na obra “O pensamento de Keynes”.

 

Já sabe, no domingo pelas 23h, na RTP N!

publicado por acordodinheiro às 10:45
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De anonimo a 3 de Julho de 2011 às 21:01
Tenho estado atento aos comentarios dos analistas sobre a poupança possivel na saúde e manter os mesmos cuidados. Ninguém aborda a questão simples que é a utilização devida do SNS pelos utentes. Veja-se:
uma observação médica numa urgência de serviço polivalente ou médico cirurgico custa cerca de 137 euros; Acontece que 60 a 70 % dos casos são «julgados urgentes», isto é, falsas urgencias e existem muitos utentes abusadores (>4 vezes/ano vão à urgência, dados internacionais); então antes de qualquer medida de caracter controverso em termos científicos deverá que se por ordem a esta anarquia, p.e., na região metropolitana do Porta vão 2000 utentes às urgencias/dia (137 euros cada) quando cerca de 70% deveriam ser desviados para consultas de 20-40 euros e aligeirar o desgaste profissional e diminuir as reclamações de quem não percebe nada de funcionamento do SNS.
Porque não há coragem politica?
A poupança em medicamentos e exames complemntares já começou a alguns anos...se calhar há aproveitamento dos privados que construiram estruturas que têm de as rentabilizar.
Deve-se ressalvar que as urgências dão lucro aos hospitais pela má utilização dos utentes.

Ao dispor para esclarecimentos factuais, operacionais, os economistas e os gestores estão longe da realidade (leia-se artigo da ACP de Agosto de 2010 sobre o assunto).


Comentar post

.A Cor do Dinheiro

.Patrocinadores

 

PT negocios

Coloque as suas dúvidas sobre os Temas da Semana através de:

E-mail: cordodinheiro@sapo.pt

 

.Produzido por

Photobucket

.Programa

 

A Cor do Dinheiro é um magazine semanal sobre Economia, que aborda assuntos sobre poupança e investimento. É transmitido todos os Domingos, às 23h na RTPN.

.Apresentador

 

Camilo Lourenço é o apresentador do programa A Cor do Dinheiro e tem já uma larga experiência na área da economia. Foi fundador do Diário Económico e director editorial da revista Exame. Desempenhou, também, funções como editor de economia na Rádio CMR e na Rádio Comercial, e foi comentador da SIC Noticias.
Actualmente, é colunista no Jornal de Negócios e no Record e comentador da RTP e da M80.


 

 

.Votação Semanal

.Facebook

.Arquivo Audiovisual do Programa

RTP Multimédia

.Arquivo do Blog

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

.Links Úteis

DECO

 

Ministério da Economia

 

Ministério das Finanças

 

Banco de Portugal

 

Agência Financeira

 

Revista Exame

 

Jornal de Negócios

 

Diário Económico

 

Público

 

Bloomberg

 

Dossier Especial Financial Times

.Sugestão de Livro


 

 

 

Num momento em que valores como a Verdade, Humildade e Solidariedade se
encontram completamente arredados do modo como são, actualmente, governadas
as grandes empresas globais, é necessário lançar um alerta sobre a forma
pouco clara como muitos dos máximos responsáveis das grandes corporações as
têm dirigido. Este livro pretende dar a conhecer aos actuais e futuros gestores as
ferramentas para lidar com a actual crise de valores que prolifera nas
empresas globais. É preciso «humanizar» as empresas para que estas deixem de
procurar o êxito rápido a qualquer preço! Criar uma cultura de negócios mais
verdadeira, será o grande desafio para todos os futuros gestores deste
século.

De João Ermida, O Método dos Executivos do Futuro, Dom Quixote

.Julho 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31