Quinta-feira, 4 de Dezembro de 2008

Depósitos a Prazo: será boa altura os adquirir?

Cerca de 3 milhões de portugueses têm depósitos a prazo, mas será que esta aplicação financeira ainda é uma boa alternativa? Será que esta é a altura indicada para aplicar o seu pé-de- meia ou deve esperar pelo início do ano?

Se aplicar algumas das suas poupanças em depósitos a prazo a taxa de retorno média é de 4.47%. Este valor representa mais 0.36 pontospercentuais do que em Outubro de 2007, pelo menos é este o valor que consta no boletim estatístico do Banco de Portugal. Tendo em conta este aumento será que vale a pena subscrever esta aplicação?
O próximo programa d’ A Cor do Dinheiro será exclusivamente dedicado a esclarecer todas as suas dúvidas sobre a altura e condições indicadas para investir em depósitos a prazo neste momento.
 
Aqui ficam alguns links úteis sobre este tema:
 
- Site com taxas de depósitos a prazo em diversos bancos
- Simulador de depósitos a prazo
publicado por acordodinheiro às 15:21
link do post | comentar | favorito
|
14 comentários:
De acordodinheiro a 4 de Dezembro de 2008 às 16:08
Quais são neste momento os melhores depósitos a prazo, ou seja, aqueles com que obterei melhores rendimentos?


De acordodinheiro a 16 de Dezembro de 2008 às 11:26
Segundo os dados recolhidos pela DECO no dia 27 de Novembro, para o prazo de 12 meses, a melhor remuneração é oferecida pelo Banco Popular, com uma taxa líquida de 4,8% ao ano. O recém-nacionalizado BPN apresentava nesta data uma taxa de 4,4%, seguido do Banif com 4,2%. Olhando para as taxas a 6 meses, elas variam entre 4,8% no Banco Popular e 4,4% no BPN, considerando apenas os 3 melhores produtos. Por fim, apenas investindo num depósito a 3 meses é que sentirá algumas diferenças. Assim, o BIG oferecia uma taxa de 5,6%, enquanto o espanhol Caja Duero fica um pouco abaixo, com 5,1%. Contudo, não se esqueça que daqui a 3 meses as taxas de juro poderão estar em valores bastante mais baixos.


De acordodinheiro a 4 de Dezembro de 2008 às 16:17
Com as actuais variações nas taxas vale a pena investir já num depósito a prazo ou esperar pelo novo ano?


De acordodinheiro a 16 de Dezembro de 2008 às 11:26
Numa altura em que a taxa de referência está a cair a cada dia que passa, mais vale investir o dinheiro a um prazo mais longo, mesmo que a uma taxa mais baixa. Ou seja, não espere pelo ano novo para investir num depósito a prazo, porque quanto mais tarde o depósito for renovado, mais tempo aproveita as taxas actuais.


De acordodinheiro a 4 de Dezembro de 2008 às 16:23
Quando ouvimos falar das taxas oferecidas pelos bancos para depósitos a prazo, esse é o valor final ou há alguma conta que é feita posteriormente para o cálculo da taxa?


De acordodinheiro a 16 de Dezembro de 2008 às 11:26
Em primeiro lugar, antes de subscrever qualquer produto, leia as condições oferecidas com cuidado. Nem sempre a taxa anunciada é aplicada a todo o capital e, por vezes, as taxas futuras são apresentadas como previsões e não como valores pré-fixados. Além disso, tenha atenção à taxa líquida: ao valor que é anunciado pelos bancos ainda têm que ser retiradas as comissões e os impostos a pagar.


De acordodinheiro a 4 de Dezembro de 2008 às 16:27
Neste momento e com a crise financeira a que assistimos, sobretudo deste a falência do BPN, como posso verificar a solidez e qualidade de determinado banco antes de lá investir o meu dinheiro?


De acordodinheiro a 4 de Dezembro de 2008 às 16:51
Como é que é possível que haja bancos a oferecerem taxas em depósitos a prazo superiores ao valor da Euribor?


De acordodinheiro a 4 de Dezembro de 2008 às 17:07
Neste momento o depósito a prazo é a aplicação indicada para investir pequenas quantias de dinheiro ou haverá alguma alternativa?


De acordodinheiro a 16 de Dezembro de 2008 às 11:27
Os Certificados de Aforro são normalmente apontados como uma boa alternativa aos depósitos a prazo. Mas, neste momento, estes produtos apresentam o mesmo risco e uma remuneração bastante inferior. Colocar o dinheiro em fundos de investimento poderá ser uma solução viável, desde que pense a longo prazo. Mesmo assim, tenha em atenção que, em alguns casos, estes fundos têm rendibilidades inferiores aos depósitos a prazo, até porque tem sempre que pagar uma comissão à sociedade gestora.


De duarte a 12 de Dezembro de 2008 às 12:33
dizem o próximo, mas o próximo já foi. Então não fazem um resumo escrito do que se falou no programa?


De João a 21 de Dezembro de 2008 às 16:07
Um outro site muito interessante para consultar os melhores Depósitos a Prazo, que costuma estar sempre actualizado está em http://www.moneygps.pt/depositosaprazo.php


De Carlos Vaz a 31 de Dezembro de 2008 às 15:13
Para quando uma analise sobre produtos financeiros das Seguradoras? Quando se fala do sector financeiro só se fala da Banca, mas comvem não esquecer que as Seguradoras tem um valor de investimentos muito superiores ao de alguns Banquitos.....
Para mais convem ver, analisar e informar os potenciais clientes da existencia de produtos comparaveis aos da Banca, ICAI,DP,PPR etc.

Já reparou que com está crise o balanço de falencias entre Bancos e Seguradoras é muito vaforavel as Seguradoras .


De joao.galhardo a 3 de Janeiro de 2009 às 14:02
Vi o vosso programa com algum interesse e fiquei "chocado" com a informação que fornecem ao público.
Foram apresentadas diversas taxas para depósitos a prazo, onde apenas informam números e errados, colocando bancos em lugares errados.
A minha empresa visita duas vezes por ano os cerca de 5.500 balcões de todos os bancos em Portugal e coincidiu nessa semana estarmos a efectuar uma pesquisa sobre recursos. Qual o meu espanto quando verifico que a vossa informação não está errada mas completamente errada.
Faz-me lembrar os estudos desenvolvidos pela DECO que se apresenta como advogada do povo. Depois publica estudos por amostragem, desenvolvidos sabe Deus por quem e ao confrontar o que vejo no terreno sem ser por amostragem, fico estupefacto com a má informação que é apresentada e que ainda por cima condiciona a opinião pública.
Para bem do programa, aconselho prudência.


Comentar post

.A Cor do Dinheiro

.Patrocinadores

 

PT negocios

Coloque as suas dúvidas sobre os Temas da Semana através de:

E-mail: cordodinheiro@sapo.pt

 

.Produzido por

Photobucket

.Programa

 

A Cor do Dinheiro é um magazine semanal sobre Economia, que aborda assuntos sobre poupança e investimento. É transmitido todos os Domingos, às 23h na RTPN.

.Apresentador

 

Camilo Lourenço é o apresentador do programa A Cor do Dinheiro e tem já uma larga experiência na área da economia. Foi fundador do Diário Económico e director editorial da revista Exame. Desempenhou, também, funções como editor de economia na Rádio CMR e na Rádio Comercial, e foi comentador da SIC Noticias.
Actualmente, é colunista no Jornal de Negócios e no Record e comentador da RTP e da M80.


 

 

.Votação Semanal

.Facebook

.Arquivo Audiovisual do Programa

RTP Multimédia

.Arquivo do Blog

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

.Links Úteis

DECO

 

Ministério da Economia

 

Ministério das Finanças

 

Banco de Portugal

 

Agência Financeira

 

Revista Exame

 

Jornal de Negócios

 

Diário Económico

 

Público

 

Bloomberg

 

Dossier Especial Financial Times

.Sugestão de Livro


 

 

 

Num momento em que valores como a Verdade, Humildade e Solidariedade se
encontram completamente arredados do modo como são, actualmente, governadas
as grandes empresas globais, é necessário lançar um alerta sobre a forma
pouco clara como muitos dos máximos responsáveis das grandes corporações as
têm dirigido. Este livro pretende dar a conhecer aos actuais e futuros gestores as
ferramentas para lidar com a actual crise de valores que prolifera nas
empresas globais. É preciso «humanizar» as empresas para que estas deixem de
procurar o êxito rápido a qualquer preço! Criar uma cultura de negócios mais
verdadeira, será o grande desafio para todos os futuros gestores deste
século.

De João Ermida, O Método dos Executivos do Futuro, Dom Quixote

.Julho 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31